segunda-feira, 12 de março de 2012

Dicas de como escolher o piso da casa


Os pisos são peças fundamentais para compor um ambiente.  Eles devem “conversar” com o resto da casa, ou seja, precisam estar em harmonia com o projeto de decoração de todos os cômodos. O revestimento é tão importante que é considerado pelos arquitetos, nada mais nada menos, que a base de todo ambiente. Mas como escolher o piso ideal?

Na hora de decidir é essencial pensar na beleza, resistência, necessidade e conforto. A arquiteta Vanessa Neta dá algumas dicas para acertar em cheio: “Se pensarmos em ambientes como living, quartos e áreas sociais, a madeira é sempre muito bem-vinda, pois não interfere nos móveis escolhidos. É considerada um revestimento neutro e traz um aconchego enorme. Existem muitas opções, das mais tradicionais, como assoalhos, que são os famosos tacos (transmitem um ar mais retrô), até as mais rústicas, como a madeira de demolição, que está super na moda! Hoje é muito comum se usar demolição como base e misturar móveis mais modernos ao espaço”, afirma.

Já em banheiros e cozinhas, Vanessa sugere cerâmicas, porcelanatos (rústico, acetinado ou brilhante), pedras (granitos e mármores), pastilhas, ladrilhos hidráulicos (“para quem gosta de ambientes com cara de vó”, brinca a arquiteta) e até o cimento queimado, que funciona bem em áreas molhadas.

Criatividade

O empreendimentos Trend Residence Boutique
utiliza o piso marmoglass como item básico.
A arquiteta também revela que a modernidade trouxe flexibilidade nesta área. “Hoje até é possível misturar revestimentos. Por exemplo, usar nos banheiros um tipo na área molhada - dentro do box, onde do piso sobe a parede - e outro no restante. Fica bem charmoso”, diz. 

Entretanto, ressalta que esta flexibilidade não é tendência de moda. “Na minha opinião, o ‘piso da moda’ é aquele que ao olhar você se sente bem, transmite o que está buscando. Hoje usa-se desde ladrilhos hidráulicos até os modernos marmoglass, que é um material industrializado, homogêneo e totalmente clean”.  

Para finalizar, lembre-se que cores claras sempre ampliam o ambiente! Então se o espaço for pequeno, a opção pela cor pode ser mais importante do que o tipo de material a ser usado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário